Se você está querendo iniciar seus estudos com Java, acredito que seu primeiro emprego será ou um estágio ou, dependendo de seu skill, você pode iniciar como programador jr. Java. Mas o que é necessário para ser um programador jr?

Recomenda-se que o profissional tenha os conhecimentos apresentados a seguir para realmente ser um full jr. Quero salientar que os títulos apresentados aqui não se referem à velha discussão certificação x experiência, e sim com o conteúdo e objetivo que cada uma aborda. Por exemplo a SCJA aborda UML, fundamentos Java, O.O etc. Sendo esses conceitos necessário que um programador deve saber por natureza.

Mais um detalhe se você é programador jr. Java: você pode ser um jr. na plataforma JEE, JSE, JME, enfim você escolhe, mas é recomendável que entenda um pouco das outras plataformas, porém seja especialista em uma delas. Em alta hoje temos JEE. Então vamos lá:

Para ser um  programador jr. Java recomenda-se:

1 – Saber o conteúdo da SCJA, tirar a certificação será melhor para você, pois poderá testar o quanto sabe e o que precisa dar mais uma estudada. Para o mercado, essa certificação não vai mudar muito sua vida profissional.

2 – Saber o conteúdo da SCJP a fundo, programar sem dificuldades com base no conteúdo dessa certificação. Ou seja, saber usar: threads, generics, O.O, Wrappers, IO etc.

3 – Ter um conhecimento razoável da API JavaSE. Tipo de coisa básica como desenvolver uma calculadora. Enfim testar seu knowledge. – Apenas coloquei esse tópico para reforçar, mas é obvio que precisa saber O.O de verdade, tem que está na veia, porque será a base para o aprendizado.

4 – Saber um pouco de SQL é recomendável, ser leigo que não é legal, mas ter noção e ser capaz de executar os comandos mais simples, vai soar bem. Se você não tem isso no seu curso de T.I na faculdade, cobre para ver em algumas das aulas de BD.

5 – Entender os conceito de BD, você pode até não ser um expert em como criar conexões de sua aplicação Java com um BD, mas saber ler os relacionamentos é requisito. Um programador que não conhece chave estrangeira, chave primaria etc, é complicado pois isso é a base da base de saber algo sobre BD.

6 – Dar uma estudada como funciona o JDBC e fazer algumas brincadeiras. Um livro legal que ensina como mexer com JDBC é dos irmãos Deitel.

7 – Conhecer basicamente como funciona uma aplicação JEE.

8 – Saber um pouco de HTML e XML, conseguir ler codes, mesmo que tenha algumas dificuldades.

9 – Conhecer a fundo as principais IDEs usadas nas maiorias das empresas (Netbeans e Eclipse). Não se trata apenas de instalar e configurar a IDE e sim como instalar um plugin. Como montar um ambiente JME,JSE  ou JEE, como gerar um javadoc de sua app, tendo como base as recomendações da Sun. Seu javadoc tem que ter como objetivo que qualquer outro programador que venha ter acesso consiga ler e entender sua aplicação sem precisa ter acesso a ela em primeira instância.

Essas são as dicas e os skills para ser um full jr. Não podemos esquecer que estamos falando de tecnologia, que é algo dinâmico, a API que você estudou ontem, hoje pode está obsoleta. Outra situação que temos é quando uma nova tecnologia lançada pode ser inserida como pré-requisito para um jr. Quem define isso é o mercado (exemplo: AJAX).

Outra dica é fazer uma boa faculdade. Metade dos assuntos que tratamos aqui devem ser comuns no decorrer de sua formação, então é capaz de você sair na frente se for um full jr.

Porém isso vai de cada aluno. Quando falo “boa faculdade” não estou citando as mais conceituadas do país, e sim como você aproveita a faculdade: estudei para aprender ou apenas para passar nas disciplinas?

Aí é que está a diferença! Claro que quando se estuda em uma boa faculdade, a opção “apenas passar nas disciplinas” fica bem mais difícil para quem adora fazer isso.

Fique atento ao mercado. É aqui onde sua carreira mora!

Tags:  junior programador iniciante java

 

Fonte: https://www.ibm.com